Pular para o conteúdo
No mercado de treinamento através do teatro desde 1994, a partir de 2001, inicio os estudos, desenvolvo e apresento o Projeto Santos Dumont Está Vivo! De 2002 a 2006, no formato de palestra motivacional voltada ao público empresarial e de 2007 em diante, como um espetáculo didático e motivacional voltado à área da Educação - alunos, professores e comunidades escolares.

A pandemia do Covid19 inviabilizou a continuidade de ações durante a quarentena estendida e oportunizou repensar formas de atuação. Projetos voltaram à pauta. A necessidade de reinvenção se tornou urgente; pensar o quê e como fazer. 

Longe de se tratar de escolhas dramáticas, abrir portifólios de trabalhos realizados, constatar que houve significativos impactos num passado próximo e que esses mantém sua relevância, deram uma pista onde recomeçar.

 A única ação viável naquele momento era a elaboração de uma live na qual comunicaríamos que o Projeto Santos Dumont “está vivo” e que partir desse outros caminhos começavam a se desenhar.  Este foi o ponto de partida.

Natural para quem atua na área de eventos contar com apoio de empresas e oferecer uma contrapartida interessante. Busquei suporte no Colégio onde nos apresentaríamos às vésperas de ser anunciada a quarentena. A partir do sim, iniciamos a produção da Live de Gratidão à Vida – título oportuno ao momento em que (sobre)vivemos. 

Um dos objetivos desse evento, foi a tentativa de arrecadarmos doações através da interação com o público presente nas redes sociais, local onde foi exibida a nossa Live. Além do espaço físico, o Colégio Luterano da Paz colocou à disposição equipamentos e pessoal.

Buscar o apoio de microempresários foi uma das estratégias. Lojistas de bairro. De um bairro, especificamente, na Zona Norte de Porto Alegre – capital dos gaúchos. Bairro esse onde no início 2000 houve uma rede de Networking que buscava promover aquele grupo de empresários, liderada por mim.

Em 2021, renasce a Rede e a Revista que a promoveu naquela época, agora digital. Além disso, como na primeira, teremos eventos para aproximar nossos parceiros. A novidade é uma Multifeira realizada numa praça do bairro, agora adotada por nossos parceiros associados.

O Projeto Santos Dumont Está Vivo volta à itinerância presencial associado a um antigo desejo: unir uma Feira de Livros às temporadas, visto que incentivar a prática de leitura é uma de suas metas.

Outra grande conquista foi o convite para ser Embaixador da marca Conectamed Unilindóia passando a somar ações promocionais durante as temporadas de “Santos Dumont Está Vivo” a este tradicional curso pré-vestibular que completa 30 anos realizando sonhos de jovens de ingressarem em uma universidade. 

Durante a pandemia, revisitei a escrita do Projeto Santos Dumont Está Vivo!, revendo e reestruturando os conteúdos artístico e pedagógico. Estudei muito, assuntos variados ligados ao Projeto. Iniciei um curso de idioma italiano para facilitar a imersão que fiz na obra do genial cineasta Federico Fellini. Encontrei afinidades. Voltei a mergulhar no universo Dumoniano. Sempre surpreendente e encantador. Do início da minha pesquisa, há 20 anos, aos dias atuais, novidades surgiram em termos de biografias – livros e filmes. Estudei a obra do artista plástico francês Bernard Buffet – uma curiosidade: este foi contemporâneo do “Pai da Aviação” e de nossa geração. Em sua obra pictória encontrei, coincidentemente, alguns personagens que também existem no roteiro da peça. Criei e confeccionei novos figurinos para dar roupagem diversa a personagens existentes em cena. Todas as ações citadas qualificarão as apresentações.

Com tempo para criar e elaborar ideias, sobrou criatividade e inspiração para mais uma boa nova: #Verderosa – uma grife de presentes artesanais.

Lancei meu novo site. Este no qual você está navegando.

Enfim… Voltar ao “velho normal”? Viva o novo.

Fabio Ernesto Mancuzo.

“Considero o trabalho de Fabio Ernesto Mancuzo criativo e altamente inovador. As metáforas criadas durante sua apresentação teatral motivam e ilustram, levando os participantes a se identificarem com os personagens. Dessa forma, a audiência se vê diante de um espelho, podendo corrigir erros e aumentar acertos no dia a dia corrido. Tudo isso feito de uma forma leve e bem humorada.  Parabéns pelo seu brilhante desempenho. E compromisso com a qualidade.”
Prof. Dr. Omar Souki, PhD - Ohio/EUA.
Autor best selller de 20 obras na área da Educação e Recursos Humanos.Designer

FABIO ERNESTO MANCUZO - UM BREVE CURRÍCULO

Mancuzo dividiu os mais de 26 anos de carreira em duas fases: teatro para Educação e treinamento empresarial e teatro didático em escolas.

Fez prioritária a escolha de escolas em comunidades periféricas – algumas em regiões de alta vulnerabilidade social, pois além de proporcionar um espetáculo teatral didático, alcança a participação pais e responsáveis, gerando a oportunidade de acesso ao teatro a todos.

Trajetória: a arte está em seu DNA. Neto do maestro Sylvio Amaro da Silveira – por parte de mãe, e da pianista Maria Gomes Mancuso, dedicou anos de estudos às artes cênicas, incluindo canto lírico, popular e dança – clássica e contemporânea. Fotógrafo por formação, atua em artes plásticas como cenógrafo e figurinista.

Ator desde 1994, é palestrante motivacional desde 2000. Tem vasta experiência nas áreas de Comunicação e Marketing. O ano de 1997 marca o início da parceria com o Dr. Ômar Souki, Ph.D em Comunicação e MKT, Ohio USA, professor universitário na UFMG/Minas Gerais – BR. Master practitioner em PNL. Autor de mais de 20 obras literárias em Educação.

Objetivando adequar a linguagem teatral ao treinamento e comunicação empresarial, criou o conceito que dá nome à sua empresa, Comunicação Criativa, reunindo na mesma ferramenta: teatro, música, PNL – Programação Neurolinguística, Inteligência Emocional, Estratégia Criativa de Walt Disney, Marketing/Endomarketing e “mundo atual” – assuntos em pauta na área social e comportamental. Elaborou, dirigiu e apresentou espetáculos inovadores para campanhas de Endomarketing. Treinou equipes de colaboradores de empresas ligadas a programas de melhorias que visam certificações como as ‘ISO” e executivos para encenarem peças sobre temas relacionados à liderança, trabalho em equipe e motivação. Foi presidente fundador da rede de uma de networking. Assinou a coluna “Motivação” no Jornal Porto Norte. É Editor da REVISTA DA MANCUZO.
.
Em 2001 dá início ao projeto “SANTOS DUMONT ESTÁ VIVO!” estreando a palestra motivacional “DANDO A VOLTA POR CIMA” em 2002 e o espetáculo teatral o ano de 2007.
A peça contemplou mais 70 mil espectadores em 42 municípios no RS, além de 63 instituições de ensino em Porto Alegre (até 2019).

Lançou o documentário “OS PRIMEIROS DEZ ANOS – SANTOS DUMONT ESTÁ VIVO!” em 2017, que narra a trajetória do primeiro decênio deste exitoso projeto de educação.